O Design de Interiores

Imaginei muitos posts para inaugurar o blog, mas acho que até pra mim, o melhor mesmo é explicar direitinho o que faz o design de interior. No comecinho de março iniciarei as aulas do curso de Design no Senac, e por isso mesmo essas explicações serão muito válidas.

É bacana até mesmo para quem pensa em contratar esse profissional, haja visto que podemos ter uma expectativa diferente do que de fato é esse profissional.

Outro ponto importante e que vale ressalva é que atualmente são oferecidos no mercado tanto o curso técnico (geralmente com duração de 800 horas) ou o tecnólogo (geralmente com duração de 1600 horas).

Veja só o que encontrei, sobre o que é o Design de Interiores:

É a arte de planejar e arranjar ambientes de acordo com padrões de estética e funcionalidade. O profissional harmoniza, em determinado espaço, móveis, objetos e acessórios, como cortinas e tapetes, procurando conciliar conforto, praticidade e beleza. Planeja cores, materiais, acabamentos e iluminação, utilizando tudo de acordo com o ambiente e adequando o projeto às necessidades, ao gosto e à disponibilidade financeira do cliente. Administra o projeto de decoração, estabelece cronogramas, fixa prazos, define orçamentos e coordena o trabalho de marceneiros, pintores e eletricistas. Pode projetar salas comerciais, residências ou espaços em locais públicos. Esse profissional costuma trabalhar como autônomo, mas pode atuar também como funcionário de empresas especializadas em decoração e design de interiores ou, ainda, como consultor em lojas de móveis.

Fonte: http://guiadoestudante.abril.com.br/profissoes/artes-design/design-interiores-684670.shtml

Muitas variáveis influenciam um projeto de interiores na busca de soluções criativas e técnicas que proporcionem qualidade de vida e cultura para os seus usuários e que sejam esteticamente atraentes.

A mais importante refere-se à natureza da utilização do espaço: trabalho, lazer, tratamento, estudo, morar etc.

Considera-se, em especial, a atmosfera que se pretende seja a marca desse espaço: alegria, jovialidade, força, segurança, sabedoria, divertimento, tranquilidade, sobriedade, harmonia etc. Existem, ainda, fatores práticos a serem observados como acessibilidade, iluminação, acústica, conforto térmico, armazenamento de coisas, entre outros. Fundamentais são as questões associadas à saúde, conforto, segurança, durabilidade e certas necessidades especiais inerentes a cada Cliente.

Um projeto de interiores deve considerar a estrutura do edifício, sua localização, o contexto social e legal do uso e o respeito ao meio ambiente. A criação exige uma metodologia sistemática e coordenada que inclui pesquisa e levantamento das necessidades do Cliente e sua adequação às soluções estruturais e de sistemas e produtos.

Para exercer a profissão, o Designer de Interiores qualifica-se em Curso Técnico ou Faculdade de Design de Interiores, ministrados por entidades de ensino reconhecidas pelo MEC – Ministério da Educação ou formando-se em Arquitetura, tendo cursado a cadeira de Arquitetura de Interiores.

Fonte: http://www.abd.org.br/abd/design-interiores.aspx

Quanto ao mercado de trabalho:

O aquecimento da área de construção civil favorece o mercado para bacharéis e tecnólogos. Além dos escritórios de arquitetura e de design de interiores – tradicionais empregadores -, há procura por parte de clientes residenciais, que precisam de orientação na hora de reformar e decorar a casa. Esse é um nicho que cresce muito. Outra forte demanda vem da área corporativa, em que o designer é requisitado para elaborar andares inteiros de escritórios e salas de reunião. “Muitas empresas chegam ao Brasil, e prédios de escritórios precisam de projetos rápidos e eficientes, com melhor custo e organização”, diz o professor Jéthero Cardoso de Miranda, coordenador do bacharelado em Design de Interiores do Centro Universitário Belas Artes, de São Paulo. Outros setores que estão carentes de profissionais são automação residencial e iluminação. As melhores chances de trabalho estão nas capitais do Sudeste e em Curitiba e Porto Alegre. As cidades turísticas do Nordeste também são bons mercados, devido ao grande número de hotéis e resorts.

Esse vídeo mostra um pouco mais sobre a rotina do Design de Interiores. Vejamos:


Mais detalhes sobre as atividades do Design de Interiores:

Imagine uma orquestra executando uma obra. A harmonia perfeita, a sonoridade magistral e o virtuosismo dos músicos são resultado da capacidade de cada integrante dessa orquestra que executam as partituras que fundamentam aquela obra.

No Design de Interiores essa partitura é o Projeto. Sem ele não há criação, não há harmonia. Algumas etapas são fundamentais no processo de criação e execução de um projeto de interiores:

– Pesquisa e análise dos objetivos e desejos do Cliente materializados em documentos e estudos preliminares que fundem essas necessidades com o conhecimento técnico do profissional, garantindo ao projeto funcionalidade, conforto, segurança e qualidade estética.

– Confirmação dos estudos preliminares e adequação das soluções propostas ao orçamento do Cliente.

– Seleção de cores, materiais, revestimentos e acabamentos coerentes com os conceitos estabelecidos na criação e que estejam em consonância com as características sócio-psicológicas, funcionais, de vida útil, de durabilidade e de proteção ao meio ambiente.

– Especificação de mobiliário, equipamentos, sistemas, produtos e outros elementos, bem como, providenciando os respectivos orçamentos e instruções de instalação e planificação de cronogramas de execução.

– Elaboração de plantas, elevações, detalhamento de elementos construtivos não estruturais – paredes, divisórias, forros, pisos (alterações na estrutura construtiva exige a contratação de um Arquiteto ou Engenheiro), layouts de distribuição, pontos de hidráulica, energia elétrica, iluminação e de comunicação e design de móveis e definição de paisagismo e outros elementos.

– Adequação de toda a intervenção às leis e regulamentos municipais que se fizer necessária.

– Coordenação de todos os profissionais que vão atuar na execução do projeto, tais como: engenheiros, eletricistas, marceneiros entre outros, harmonizando o trabalho conforme cronograma estabelecido.

– Compra de todos os produtos, sistemas e equipamentos após cotação e aprovação do Cliente.

– Acompanhamento de toda a obra mantendo o orçamento dentro dos valores previstos ou submetendo ao Cliente qualquer alteração para prévia aprovação.

– Emissão de relatórios regulares detalhando o andamento (estágio) da obra registrando as ocorrências tais como: alterações, substituições e adequações técnicas e orçamentárias.

– Elaboração de check-list final de entrega de obra com pesquisa de satisfação a ser respondida pelo Cliente.

fonte: http://www.abd.org.br/abd/design-interiores.aspx

Especialidades

Designers de interiores podem ser especializados em um ou mais segmentos de atuação, sejam eles residenciais ou comerciais.

    Residencial
Projetos de interiores para casas e apartamentos, novos ou reforma, localizados no campo, na cidade ou na praia, com intervenção em salas, cozinhas, banheiros, dormitórios e outras áreas. Para elaborar um projeto de interiores na área residencial estuda-se os hábitos dos indivíduos habitantes do espaço, como desejos aspiracionais e de relacionamento entre os membros da família, e as condições do edifício. Aspectos técnicos como elétrica, hidráulica e outras condições precisam ser avaliadas com atenção nos projetos residenciais

Comercial
Na área comercial, as exigências associadas à performance econômica são mais importantes e devem ser consideradas, ainda, questões como segurança, normas e regulamentos para cada segmento. Muitos designers de interiores são especializados em diversos campos do design comercial:

    – Entretenimento
Emprego de avançadas tecnologias na concepção de espaços tais como: salas de cinema, teatros, casas de espetáculo, museus, galerias de artes, clubes de música e jogos etc.

– Saúde
Ambientes desenvolvidos sob rígidas condições de operação que abrigam clínicas, ambulatórios, consultórios médicos e dentários entre outros.

– Hospitality
Espaços destinados a prestar serviços ao público, como restaurantes, hotéis, auditórios, centros de convenções, night clubs etc.

– Escritórios (ou Espaços Corporativos)
Instalações para acomodar colaboradores, dentro de exigências de conforto e saúde, em empresas de qualquer porte ou ramos de atuação.

– Varejo
Planificação de lojas, supermercados, shoppings centers, showroons, padarias e outros espaços destinados à comercialização de produtos e serviços.

Como Contratar

Os Designers de Interiores são remunerados, basicamente, pela elaboração do projeto e pela administração da obra. Para calcular os valores da remuneração para a criação do projeto (estudo preliminar, ante-projeto e projeto-executivo) toma-se como base o tamanho da obra em metros quadrados, o tipo de projeto (residencial, comercial e seus segmentos) e a quantidade de desenhos, estabelecendo-se um valor em Reais pela metragem correspondente.

Já a Taxa de Administração de obra é calculada aplicando-se um percentual que varia entre 10% e 15% aplicados sobre o valor de todos os produtos e serviços gastos para a sua realização.

Outras modalidades de remuneração são: a Consulta cobrada por hora técnica e a visita à obra, também calculada por hora.

Os Designers de Interiores recebem de fornecedores uma remuneração denominada Reserva Técnica pela especificação de seus produtos e serviços. Essa prática aprovada pela ABD – Associação Brasileira de Designers de Interiores – deve acontecer sob rígidas condições éticas e não implicar em qualquer prejuízo de ordem técnica ou econômica para o Cliente.

Se você está buscando um Designer de Interiores dê preferência a um profissional associado a ABD. Essa é uma garantia de contratar um profissional com qualificação assegurada.

A ABD congrega, também, empresas fornecedoras de produtos e serviços que fabricam e/ou comercializam mobiliário, acessórios, revestimentos, iluminação entre outros diversos itens.

designDeInteriores

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s